sábado, fevereiro 15, 2003

...

E se
Francis Hime - Chico Buarque

E se o oceano incendiar
E se cair neve no sertão
E se o urubu cocorocar
E se o Botafogo for campeão
E se o meu dinheiro não faltar
E se o delegado for gentil
E se tiver bife no jantar
E se o carnaval cair em abril
E se o telefone funcionar
E se o pantanal virar pirão
E se o Pão-de-Açúcar desmanchar
E se tiver sopa pro peão
E se o oceano incendiar
E se o Arapiraca for campeão
E se à meia-noite o sol raiar
E se o meu país for um jardim
E se eu convidá-la pra dançar
E se ela ficar assim assim
E se eu lhe entregar meu coração
E meu coração for um quindim
E se o meu amor gostar então
De mim


mais dois nos mais mais

1) puragoiaba - que tem um post esclarecedor sobre o imperialismo americano e uma foto do vando abraçado com o luiz caldas! só falta um sitema de comentários prá gente poder dizer o que achou disso tudo in loco.

2) La cité des enfants perdus - o blog do joão, que já tinha linkado o bazar e eu nem tinha visto! sem dúvida o mais poético dos mais mais... o bazar também é poesia... :o)

sexta-feira, fevereiro 14, 2003


grande verdade ouvida no ônibus:

é... a vida é dura para quem é mole...
sabe quando você fica com uma música na cabeça da qual você só sabe uns versos, ou o refrão? pois é, eu tô enchendo o saco do povo aqui porque estou gritando aos quatro ventos com o meu inglês macarrônico:

I love you baby, and if it's quite all right,
I need you baby to warm the lonely night.
I love you baby.
Trust in me when I say:
Oh pretty baby, don't bring me down, I pray.
Oh pretty baby, now that I found you. Stay.
And let me love you, baby. Let me love you ...

comentário do meu pai: o que foi menina, baixou o espírito do caboclo cantador, foi?



desde que eu dei a sugestão para a lidiane postar uma foto do marlon brando da época em que ele fez o sindicato dos ladrões, fiquei com vontade de coloca-la aqui no bazar... lá vai...


lindo, né? dá uma saudade... eu sempre falei que sou meio anacrônica e sinto saudade do que não vivi... queria muito ter ido ao cinema suspirar por esse homem...
aí vocês dizem: “mas vídeo cassete e dvd existem para isso, maria! Você ainda pode suspirar por ele!”
não, caros fregueses... o tempo é implacável e toda vez que eu vejo essa foto automaticamente lembro do marlon atual... e isso é um balde de água fria...


ultimamente ando sonhando muito com tempestades, raios trovões e tudo mais... algum intérprete onírico no recinto?

aviso: como este é um blog baiano de oposição, pode ser que esteja grampeado... vamos aguardar o fim das investigações...

BÓRA BOTAR ORDEM NA CASA QUE A DONA DESSA BIBOCA CHEGOU!!!

quinta-feira, fevereiro 13, 2003


queridíssimos fregueses, desculpo-me porque hoje não estou atendendo no balcão nem passeando pelos blogs amigos. desde ontem à noite o meu revoltado estômago não aceita nada que eu como, tô mal de verdade... enjôo, muito enjôo... para aqueles que sempre dizem quando uma mulher está enjoada: “e aí, o filho nasce quando?” adianto que não é esse o caso.... estou seriamente desconfiada de um risole de camarão que comi no fórum, mas ainda continuo empenhada nas investigações...:o)

bem, deixemos de papo que o meu chá de boldo com carqueja já está no ponto... alguém para me acompanhar, nesta agradável degustação?

espero que amanhã (já em casa!!!) eu volte a atender normalmente. enquanto isso vocês vão se virando, tá? não esqueçam de anotar o que levarem no caderninho que está na prateleira embaixo do balcão (nos comentários... :o).

AH!! antes de ir, tenho que dizer que hoje a champagne (*) está liberada!!! isso porque o bazar faz parte do top dez do paredão da imprensa!!! obrigada, cobrador... estou honrada com a deferência... :o) amanhã, quando já estarei melhor da revolta estomacal, comemorarei de verdade! :o)

(*)joão, champagne é masculino ou feminino?

terça-feira, fevereiro 11, 2003


para o benett... um desenho e uma poesia (as poesias nunca podem faltar)...


Escrevo diante da janela aberta.
Minha caneta é cor das venezianas:
Verde!... E que leves, lindas filigranas
Desenha o sol na página deserta!

Não sei que paisagista doidivanas
Mistura os tons... acerta... desacerta...
Sempre em busca de nova descoberta,
Vai colorindo as horas quotidianas...

Jogos da luz dançando na folhagem!
Do que eu ia escrever até me esqueço...
Pra que pensar? Também sou da paisagem...

Vago, solúvel no ar, fico sonhando...
E me transmuto... iriso-me... estremeço...
Nos leves dedos que me vão pintando!

(Mário Quintana)

esclarecimentos – 1) esse desenho não fui eu que fiz, mas a minha “arte” segue o mesmo estilo desses traços...
2) qualquer dia te mando um desenho feito por mim. claro que não vou colocar aqui porque ainda tenho um tiquinho de senso de ridículo... :o)

um beijo... ;o)


sunny, cliente especial que consegue ver através do monitor, hoje tem presente pra você... :o) Um abraço e uma poesia...


AH! OS RELÓGIOS
(Mário Quintana)

Amigos, não consultem os relógios
quando um dia eu me for de vossas vidas
em seus fúteis problemas tão perdidas
que até parecem mais uns necrológios...

Porque o tempo é uma invenção da morte:
não o conhece a vida - a verdadeira -
em que basta um momento de poesia
para nos dar a eternidade inteira.

Inteira, sim, porque essa vida eterna
somente por si mesma é dividida:
não cabe, a cada qual, uma porção.

E os Anjos entreolham-se espantados
quando alguém - ao voltar a si da vida -
acaso lhes indaga que horas são...

o oscar perguntou no mariscada o que fazer quando uma pessoa na qual você confia trai essa confiança... isso aconteceu comigo uma vez e eu passei automaticamente a desconfiar da pessoa. em tudo. sempre. até hoje não readquiri a confiança perdida. isso é triste... e esquisito, porque não é que eu não queira confiar, mas é que eu não consigo...

eu sempre disse que cerimônia de formatura e casamento só é bom para quem está se formando ou casando... ontem um amigo me disse que há exceções... ele não achou nada legal a cerimônia do primeiro casamento dele... até porque ele não casou. casaram ele.

sexto-sentido... nunca acreditei que tivesse (ainda tenho algumas dúvidas), mas atualmente algo me diz que ele existe em mim também... tomara que sim...

vocês já foram no pura goiaba? conheci através do cabide e é sério candidato a ir para a lista dos mais mais... (na verdade irá, mas só no fim de semana, em salvador, onde eu tenho banda larga e paciência para encarar o template... :o))

só ontem eu descobri que o nome blog vem de weblog (web-log)...uma descoberta que não mudou a minha vida... e ainda continuo achando o nome blog e suas variações (blogueiro, blogar, blogando... eca!) horrorosos.

aliás, isso de ser pontual e não ter paciência com a impontualidade alheia é um grande problema, quando você vive na bahia. esse é um grande defeito dos baianos, reconheço. sempre perguntei para o meu pai porque cargas d’água ele me educou para ter esse respeito britânico à pontualidade...

sou paciente com as pessoas, menos com as dramáticas e com as impontuais.

segunda-feira, fevereiro 10, 2003


hoje a conexão está pior do que o de costume... na segunda-feira tudo fica lento...

domingo, fevereiro 09, 2003

...

o papo tá maravilhoso, mas eu vou ter que deixar o balcão um pouquinho... agora só no exílio, tá? podem ficar à vontade. o bazar é de vocês. e não se esqueçam:


trecho de um diálogo na praia:

pessoa1 - você soube que fulano fez uma cirurgia?
pessoa2 - é?? o que ele teve?
pessoa1 - hemorróidas.
pessoa2 - hemorróidas... sei... isso aí é ler (*)!!!
gargalhadas

(*) ler - lesão de esforço repetitivo


agora, inicio a contagem regressiva para a minha ida à vitória do espírito santo...
faltam exatamente 53 dias para que eu beije o chão capixaba.
espero que a lidiane tire essa idéia rídicula da cabeça do oscar de me preparar um encontro às escuras. lidiane, minha filha, confio em você, viu???

ontem quase que um amigo consegue fazer isso comigo:


mas eu raciocinei rápido... e depois de alguns instantes de "tem algo aqui que não está batendo", lembrei exatamente dessa tira e percebi as suas reais intenções... :o))

alguém aí se lembra dos tigres de bengala, grupo do qual ritchie fazia parte? e que fim levaram giliard, biafra e marquinhos moura? perguntas que surgiram na divertidíssima conversa da madrugada...

e aí? quem é que vai me visitar quando eu construir a minha casa lá? :o))

esse computador vence algumas batalhas, mas nunca vencerá a guerra!! consegui diminuir as fotos! então, divido com vocês o meu final de semana... aí vai um pouco do meu lugar preferido para vocês, visto pelos meus olhos... e os meus olhos, para os que quiserem ver através deles... tá tudo gravado nas retinas... :o)

ps. sei que as fotos não estão tão boas quanto poderiam, mas é que a câmera ainda me morde um pouquinho... :o)

a entrada:


a praia:


a praia (olhando para o outro lado):


a filial:


quem registrou:



quando eu pedi que o tempo parasse:



ainda estou tentando colocar as fotos...

o final de semana foi perfeito. tudo lindo, maravilhoso. sol lindo, praia linda, pessoas maravilhosas, muita diversão. mas, no final, eu tinha que fazer besteira. eu tive que voltar hoje, porque amanhã de madrugada (madrugada mesmo, 5:30 da manhã) volto para o exílio. entrei no ônibus, sentei, o motorista partiu. até aí, normal. só que peguei o ônibus errado.

cobrador - vai prá onde?
eu - salvador.
ele - onde??
eu - salvador.
ele - mas esse ônibus vai para sauípe.
eu - cara de idiota
ele - você entrou no ônibus errado, o de salvador era o de trás.
eu - e agora, moço? lá em sauípe sai ônibus para salvador essa hora?
ele - saí, mas é melhor você ficar em imbassaí, na estrada.
eu - passa ônibus toda hora, né?
ele - é, passa.

na entrada de imbassaí, saltei do ônibus. visualizem: nada. nenhum carro passava. nenhuma pessoa por perto. uma da tarde. sol à pino. nenhuma sombra. eu sentada no meio fio. um cidadão no horizonte. seria uma miragem? ele se aproximou e eu perguntei, querendo parecer natural, como se eu estar ali fosse uma coisa planejada, e não um acidente:

eu - moço, pasa ônibus por aqui agora?
ele (risinho de canto de boca) - daqui a pouco, umas cinco horas.
eu (dissimulando o pânico e o desespero) - ah, tá.

eu falei que o celular estava sem sinal? estava.
baixei a cabeça, sem qualquer esperança. eu era a imagem da desolação. uns trinta minutos depois, já tendo alucinações por conta do sol de 40 graus na cabeça, vejo algo se aproximar. era um ônibus!! lágrimas me vieram aos olhos. quase dei um beijo no motorista.

agora estou em casa. se dependesse daquele sádico psicopata que me deu a informação sobre o horário do ônibus eu estaria lá até agora... tomara que ele bata o dedinho do pé na quina da perede.

sr. beto: o seu prêmio por ser o freguês n. 400 e 600 do bazar já foi providenciado. o "bazar delivery" estará providenciando a entrega na sua residência e o senhor estará recebendo o mais rápido possível. estaremos mantendo contato para confirmar os seus dados. o bazer agradece à preferência. esteja voltando sempre.

estava na praia do forte... infelizmente o tempo não parou... tô tentando colocar algumas fotos aqui (inaugurei a câmera!! :o) mas não estou conseguindo... já passei da máquina para o pc, mas tá muito grande e eu não sei diminuir... esse computador se diverte às minhas custas...