sexta-feira, fevereiro 07, 2003


agora fiquei preocupada.. será que o excelentíssimo ministro furlan lembra de colocar o colete à prova de balas quando vai encontrar com o presidente?? aliás, já avisaram para ele que o presidente é nordestino?? todo cuidado é pouco, né?

esse " post presente" é para a li:

Com Licença Poética

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado pra mulher,
certa espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não sou feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
- dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
já a minha vontade de alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.

(Adélia Prado)

sunny, o próximo é o seu, viu? :o))

acho que esse é um bom motivo para eu querer comprar um telescópio, nénão?


antes de eu correr o risco de ser grosseira, alguém aí pode me explicar o que é que o ministro furlan quis dizer com "nós vamos ter que continuar andando em carro blindado"?

ganhei de uma tia uma revista: Artesanato em Barbante. segundo ela, para eu passar o tempo no exílio... se eu me empolgar, largo tudo e vou para arembepe, viver na aldeia hippie e ganhar a vida vendendo acessórios de barbante...


eu nunca pensei que um dia colocaria aqui no bazar uma gata de biquini... mas faço tudo para agradar a ala masculina da freguesia...


ei, você!! você mesmo, aí parado no balcão! tá com muito dinheiro na mão e não sabe o que fazer com ele??

seus problemas acabaram!!!

que tal usar o seu faz-me rir pra uma boa causa??

dê um presentinho para a maria e a faça feliz!! :o)))


ontem um beija-flor entrou na minha sala, pela janela... quem será que mandou o beijo? :o)

Ai, Que Saudade D'Ocê
(Vital Farias)

Não se admire se um dia um beija-flor invadir
A porta da tua casa, te der um beijo e partir
Fui eu que mandei o beijo que é pra matar meu desejo
Faz tempo que eu não te vejo ai que saudade d'ocê
Se um dia você lembrar escreva uma carta pra mim
Bote logo no correio com frases dizendo assim:
"Faz tempo que eu não te vejo,quero matar meu desejo
Te mando um monte de beijos, ai que saudade sem fim."
E se quiser recordar daquele nosso namoro
Quando eu ia viajar você caía no choro
Eu chorando pela estrada mas o que eu posso fazer
Trabalhar é minha sina eu gosto mesmo é d'ocê

o que está acontecendo com esses comentários???



TÔ EM CASA!!!!!

quarta-feira, fevereiro 05, 2003


outro dia o marcelo fez um comentário sobre tirarem as nossas frases do contexto, quando eu falei que sempre gostei de trabalhar na cama.

um bom exemplo foi a conversa que eu tive hoje com um amigo e colega, que trabalha na cidade vizinha. foi sobre as férias e a possibilidade de “venda” de dez dias. aliás, é bom um esclarecimento, para que possam entender. tenho direito a sessenta dias (dois períodos) de férias por ano, e desses sessenta posso vender 1/3, ou seja vinte, dez dias de cada período.

eu – fulano, recebi um ofício explicando que se a gente quiser tirar férias esse ano e vender o terço, tem que requerer isso até maio. posso vender o terço e deixar os vinte dias para gozar as férias em tempo oportuno, sem definir?

ele – olha, antes podia, mas agora não mais, tem que definir. e no seu caso, que só completa um ano em maio, pode vender vinte dias e pedir quarenta em data determinada.

eu – mas vou ter que gozar de vez? não pode dividir?

ele (já levando para a maldade) – olha, o melhor é gozar aos poucos mesmo, tudo de vez só se você estiver precisando muito.

eu (totalmente inocente) – é... tudo de vez é ruim pra mim porque demora mais tempo para a minha efetivação na carreira, né? prorroga o estágio probatório...

ele – é... mas pode pedir só um mês... aí vai gozar vinte dias... vende dez e goza vinte... e olha que já é muito, né?? acho que nem os experts em sexo tântrico são capazes disso! (gargalhando)

DA DISCRIÇÃO
(Mário Quintana)

Não te abras com teu amigo
Que ele um outro amigo tem.
E o amigo do teu amigo
Possui amigos também...

os comentários estão desaparecidos para todo mundo ou só para mim? se for só para mim, não precisa deixar comentário avisando... eu não vou poder ler mesmo... :o)) tomara que volte logo ao normal...

cidadão - dra. é que eu pedi para sair do meu emprego, mas acho que o meu patrão não me pagou todos os meus direitos, eu queria só uma orientação da senhora, sobre o que eu tenho direito a receber. sabe como é, né? a situação tá difícil, qualquer dinheirinho que for é bom...

dra. - pois não... mas, só por curiosidade, o senhor mesmo sabe que a situação tá difícil, emprego não é fácil de arranjar, porque o sr. pediu demissão?

cidadão - ah, dra.... é que cansa muito...

tá... depois dessa vocês estão liberados para fazer qualquer piada com a preguiça baiana...


terça-feira, fevereiro 04, 2003


“E isso não é tudo. Os criminalistas já haviam comprovado o fato de que o retorno do criminoso ao presídio está quase sempre ligado a um delito mais grave do que o primeiro. Nesse caso as exceções também servem para confirmar a regra. O problema da reincidência era reconhecidamente sério, e as providências tomadas com o objetivo de minimiza-lo de nada adiantavam. (...)
Os argumentos usados para revelar a ausência de qualquer vínculo entre a reclusão do indivíduo e a sua regeneração valiam também par ao caso da diminuição do índice global de atos anti sociais. Nem as prisões nem as eventuais severidade das penas impostas aos presos elimina, estabiliza ou reduz a sua ocorrência. Num e noutro caso o sistema penitenciário mostrava-se completamente incapaz de remediar o problema e mais ainda de soluciona-lo; longe disso, contribuía para torna-lo mais grave.”

o texto transcrito (do livro “utopias anarquistas”) se refere a um estudo feito em 1890, com base nos dados estatísticos prisionais de paris. mais de um século depois, nada mudou... quer dizer... mudou para pior. aliás, a falência do sistema prisional já vem sendo descrita há muitos anos... desde 1764 quando beccaria escreveu o livro “dos crimes e das penas”

lembrei da visita que fizemos ao presídio de salvador, quando eu ainda estava na faculdade. o lugar, por si só, oprime. uma arquitetura medieval. eu fiquei impressionada. lá dentro, um dos detentos foi o nosso guia. no final, quando estávamos indo embora, já fora do pavilhão, o diretor nos falou que o guia foi preso por conta de um roubo, e lá dentro já tinha matado três. é outra sociedade, com outros princípios, outras regras de conduta, outro conjunto de normas. o lugar é horrível e deprimente. e olha que a gente só entrou nas celas que foram “arrumadas” para serem vistas por nós.

Sr. e Sra. Bianchi,

Sirvo-me do presente para comunicar a Vossas Senhorias que estarei nas terras da gloriosa capital capixaba nos dias 03 a 06 de abril de 2003.
Muito me honraria a oportunidade de uma audiência com tão simpático e estimado casal.
Sem mais para o momento, colho o ensejo para apresentar-lhes os meus protestos de consideração e elevada afeição.

Cordiais Saudações,
Maria.

"O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos
severos conosco, pois o resto não nos pertence."
(Cecília Meireles)

leio em vários blogs posts do tipo “hoje entraram aqui procurando xuxa pelada cercada de cabras maltesas, orgia ao som de sandra rosa madalena, smurfete sem roupa dançando o ragatanga para o gargamel” e coisas parecidas. como é que dá para saber isso? alguém pode me dizer, por obséquio? como posso saber o motivo que levou as pessoas a entrarem no bazar pelos sites de busca?

vi na tv que fael, klb, pedro e thiago e vanessa camargo vão homenagear o rock.... resta saber se o rock quer ser homenageado por eles.

Foi publicado na super interessante há uns anos:

A cidade de Miami, na Flórida, Estados Unidos, não sabe o que fazer com suas buzinas. Uma norma de 1967 estabelece que “nenhuma pessoa deve operar uma bicicleta que não esteja equipada com um sino ou equipamento capaz de produzir um sinal audível a pelo menos 100 pés (30 metros) de distância”. Outra lei, de 1980, proíbe os ciclistas de utilizar esses mesmos equipamentos de alerta sonoro. Ou seja, lá todo mundo tem que ter buzina mas ninguém pode usar.

Uma lei do Estado americano do Tennessee determina que é proibido praticar caça esportiva sobre qualquer veículo em movimento. O regulamento faz exceção para apenas um tipo de animal: as baleias. Detalhe: o Tennessee tem um litoral tão extenso quanto o de Minas Gerais – a praia mais próxima está a 500 quilômetros.

Garantir a sobrevivência dos animais não basta: é preciso também defender o seu bem-estar. Em 1980, o Estado do Wyoming proibiu que se tirem fotografias de coelhos entre janeiro e abril sem uma licença oficial. Os zelosos legisladores queriam proteger a privacidade dos bichinhos em sua época de acasalamento. Já na cidade de Pacific Grove, na Califórnia, os deputados determinaram multas de até 500 dólares para pessoas que molestarem ou ameaçarem borboletas. Alguém aí sabe como se “ameaça” uma borboleta? E em Nova Orleans, Louisiana, é ilegal amarrar um jacaré a um hidrante.

Nos anos 60, o senador estadual do Alaska Bob Ziegler apresentou uma lei que proibia que cachorros civis imitassem cachorros policiais. Ou seja, cães comuns não poderiam andar nos locais reservados aos agentes caninos nem comer a mesma comida. Caso fosse aprovada, a lei poderia restringir até mesmo o direito de morder bandidos.

Para diminuir a violência crescente em seu território, o Estado de Washington formulou uma lei que obriga motoristas com intenções criminais a pararem nos limites da cidade, ligarem para o chefe de polícia e avisarem que estão chegando. O Estado do Texas foi ainda mais longe. Segundo uma lei feita pelo deputado Jim Kaster, os candidatos a criminosos precisam notificar suas futuras vítimas do crime que irão cometer com 24 horas de antecedência. O comunicado deve também informar à vítima que, em algumas circunstâncias, é permitido o uso de armas letais para se defender. Não há registro de nenhum criminoso que tenha seguido essa lei.

O Estado americano da Virgínia faz jus ao nome. Além de proibir por lei o sexo anal e o sexo oral – medidas que tornam o homossexualismo virtualmente ilegal –, a legislação veta qualquer outra posição sexual que não seja o “papai-e-mamãe”. Também é proibido fazer cócegas em mulheres.

A Suprema Corte de Apelações da França inventou neste ano o “direito de não nascer”. Ele estabelece que uma pessoa nascida com uma deficiência grave tem o direito de ser recompensada caso sua mãe não tenha tido a chance de abortar. A regra é válida mesmo quando se considera que, caso não houvesse infração, a vítima nunca teria existido. Muitas associações de deficientes se revoltaram contra a decisão.

O município de Chico, na Califórnia, formulou uma lei que determinava uma multa de 500 dólares para quem explodisse uma bomba nuclear em seu território. A medida, feita para conter o terrorismo, esqueceu de especificar quem sobraria para cobrar o dinheiro do infrator.

Em meados da década de 90, a dona de um restaurante no interior da França foi acusada de assédio sexual por dez empregados da sua cozinha. No tribunal, ela alegou que estava protegida por uma norma – datada da Idade Média – que autorizava os proprietários de terra a seduzir quem trabalhasse em seu terreno. Os juízes, depois de se assegurarem que a lei medieval jamais fora revogada, tiveram que inocentar a gulosa restaurantrice.

A cidade de Chateauneuf-du-Pape, França, famosa por seus vinhos, proibiu, em 1954, que discos voadores pousassem sobre suas vinícolas. Só sobre as vinícolas! Caso isso acontecesse, o “veículo” deveria ser imediatamente recolhido para um depósito. A medida, que obteve sucesso em afastar os OVNIs, foi revogada poucos anos depois. No Brasil, os alienígenas seriam mais bem-vindos. O munícipio de Barra do Garças, no Mato Grosso, criou, em 1995, uma área de 5 hectares destinada ao pouso de objetos voadores não-identificados.

segunda-feira, fevereiro 03, 2003


mais dois nos mais mais

POEMINHA SENTIMENTAL
(Mário Quintana)

O meu amor, o meu amor, Maria
É como um fio telegráfico da estrada
Aonde vêm pousar as andorinhas...
De vez em quando chega uma
E canta
(Não sei se as andorinhas cantam, mas vá lá!)
Canta e vai-se embora
Outra, nem isso,
Mal chega, vai-se embora.
A última que passou
Limitou-se a fazer cocô
No meu pobre fio de vida!
No entanto, Maria, o meu amor é sempre o mesmo:
As andorinhas é que mudam.

porque eu pago cpmf quando transfiro dinheiro da minha conta daqui do exílio para a minha conta em salvador? Não é o mesmo cpf?? Tomara que estejam cobrando indevidamente!! vou pedir U$ 6.000.000 de danos morais!

o benett, do benett-o-matic, tinha dado aviso prévio ao blog... ao que parece, mudou de idéia... sorte dele... eu já havia preparado uma campanha para divulgar entre os blogs, e a gente ia encher a caixa postal dele com um monte de mensagens desaforadas... tá pensando que ia ser assim, é?? vou acabar o blog e pronto?? tolinho... :o))


por falar no fantástico, uma consultora de moda falou que gosta muito de uma modelo chamada renata porque ela “tem cara de nada”. foi um elogio? ah, então tá.


ontem, no fantástico, o zeca Camargo estava uma gracinha, apresentando o programa sentado meio de ladinho, com as perninhas charmosamente cruzadas. um mimo.

camaçari 3 bahia 0... não sei onde isso vai parar...

domingo, fevereiro 02, 2003


boletim exílio: choveu, depois fez sol... aí choveu... a chuva parou e fez sol... agora está chovendo... e eu não consegui trabalhar. comecei a ler a "Divina Comédia"... eu e suzana werner gostamos muito de comédias e de dar risadas, sabe como é, né?

amanhã volto com o atendimento normal. hoje vocês se arranjam, tá? é self service...

sunny, você é realmente especial... olha o que ele fez prá mim, gente:


vocês adoram me deixar boba, né?? e receber um desses estando no exílio, então... derreti... :o)


não, não estou de mau-humor, nem depressiva, nem baixo astral... só gostei da tirinha... :o)